Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Cura de estresse, ressentimento e dor no corpo

Da edição de novembro de 2019 dO Arauto da Ciência Cristã

Publicado anteriormente como um original para a Internet em 26 de julho de 2019.


Alguns anos atrás, durante mais ou menos cinco meses, tive um preocupante problema de saúde que me causava muita dor. 

Orando, me dei conta de que estava, sem perceber, abrigando em meu pensamento muito estresse e ressentimento. Meu noivo e eu estávamos planejando nosso casamento, e eu estava muito preocupada com o possível comportamento de alguns convidados para a ocasião, pois havia décadas que não se falavam. Além disso, no trabalho, um colega era indelicado comigo e, em certa ocasião, eu havia sido tratada injustamente por alguns amigos que contaram inverdades a meu respeito. Embora eu não pensasse nesses problemas com frequência, ficou claro que eu guardava mágoa e ressentimento.

Em meio a essa turbulência, um dia, dirigindo na estrada, sofri um acidente que envolveu três carros; percebera algo de estranho acontecendo com dois carros à minha frente mas não consegui evitar a colisão. Uns instantes depois, uma mensagem reconfortante me veio ao pensamento: a de que eu estava bem em qualquer circunstância porque Deus, o Amor divino, estava sempre comigo. O carro sofreu perda total, mas eu consegui abrir a porta e sair sem um arranhão, com exceção de pequenas escoriações causadas pelo impacto do airbag. Os policiais ficaram admirados ao ver que eu saíra ilesa. As outras pessoas envolvidas no acidente também estavam bem, embora estivessem muito nervosas com o estado dos carros.

Depois, naquele mesmo dia, passei um tempo orando para compreender que nenhum acidente poderia, de fato, ocorrer sob o cuidado infinito que Deus sempre proporciona a todos. Orei com esta passagem da página 397 de Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de Mary Baker Eddy: “Quando acontece um acidente, pensas ou exclamas: ‘Estou ferido!’ Teu pensamento é mais poderoso do que tuas palavras, mais poderoso do que o próprio acidente, para tornar real o ferimento.

“Agora inverte o processo. Declara que não estás ferido e compreende o porquê; verás que os bons efeitos que daí resultam estarão em exata proporção ao quanto deixas de crer nas leis físicas e és fiel à metafísica divina, em proporção à tua confiança em que Deus é Tudo, como as Escrituras declaram que Ele é.”

Ficou claro para mim que, na presença segura do amor de Deus, não poderia haver algo como “ideias se chocando”, porque todas as Suas ideias atuam em conjunto e em perfeita harmonia.

Orei até que, em um dado momento do dia, pensei: “basta! já chega” de todo esse drama na minha vida. Ficou claro que a alegação do magnetismo animal, assunto sobre o qual a Sra. Eddy fala em seus escritos, precisava ser tratado em oração. Para mim, o magnetismo animal é qualquer crença que sugira a existência de um poder separado de Deus. Ou, simplificando, é toda e qualquer sugestão de que exista outro poder a não ser Deus. Orei para compreender que o mal não tem poder. Embora os últimos acontecimentos tivessem sido conturbados, mantive meu pensamento em Deus, e somente em Deus. 

Também me foi revelado, em oração, que qualquer crença de mal é sempre impessoal. Um capítulo em Ciência e Saúde, intitulado “Desmascarado o magnetismo animal”, ajudou-me a compreender que eu estivera vendo um disfarce, uma máscara. Estivera mesmerizada pela aparente magnitude dos acontecimentos e isso me havia feito esquecer, temporariamente, aquilo que eu sabia ser a verdade. O amor de Deus, porém, tinha o poder de revelar a verdadeira e harmoniosa identidade de todas as pessoas com as quais eu estava tendo problemas. Eu não podia ser enganada por falsas alegações, por máscaras, nem podia ser vítima de inverdades contadas a meu respeito por outras pessoas. 

Percebi mais claramente que o doloroso problema físico, contra o qual vinha lutando nos últimos meses, era uma inverdade sobre minha verdadeira identidade como filha amada de Deus. E, em relação aos outros conflitos, a alegação de que eu, ou alguém mais, pudesse representar algo que não fosse o Amor, precisava ser anulada em minha consciência.

Os verdadeiros “representantes” são mensagens de Deus ao homem. Ciência e Saúde diz: “Os anjos são representantes de Deus. Esses seres que se erguem para o alto jamais conduzem ao ego, ao pecado ou à materialidade, mas guiam ao Princípio divino de todo o bem, para onde aflui toda individualidade real, toda verdadeira imagem ou semelhança de Deus. Quando sinceramente prestamos atenção a esses guias espirituais, eles permanecem conosco, e acolhemos anjos ‘sem o saber’ ” (p. 299). Esses anjos revelam nossa verdadeira natureza harmoniosa como imagem e semelhança de Deus.

Embora eu estivesse progredindo espiritualmente, depois do acidente, a autocomiseração começou a tomar conta de mim. Pensava: “Por que tudo isso está acontecendo comigo?” Então, uma amorosa mensagem de Deus quebrou o mesmerismo: “Eu te protegi hoje, não protegi? Você não sabe o quanto eu te amo?” Essa mensagem veio com tanto poder! Só posso descrever isso como uma compreensão vinda diretamente do Amor divino.

Lágrimas de gratidão me escorreram pelo rosto. Compreendi que Deus nunca cria nem envia a desarmonia. Assim, eu nunca fora vítima de um acidente. Todos os envolvidos nele estavam bem. Vi que, do mesmo modo como Deus me protegeu do perigo, durante o acidente, Ele sempre me mantinha em segurança. Também me mantinha livre de toda dor ou aparência de desarmonia, não importava quão preocupante parecesse. A partir daí, não houve mais desconforto nem dor. O Amor divino curou o problema de saúde, a falsa crença, e a cura foi permanente. 

Mais tarde, ainda naquela noite, recebi duas ligações. A primeira foi de uma amiga Cientista Cristã. Ela contou que estivera na estrada e notara que o trânsito estava parado devido a um acidente à frente. Sentiu-se inspirada a orar imediatamente. Quando chegou mais perto, ela percebeu que era o meu carro. Isso me fez lembrar do Hino nº 9 do Hinário da Ciência Cristã, que diz:

Deus sabe quais os anjos Seus
   Nos podem confortar,
E logo os vai mandar.
(Violet Hay, trad. © CSBD) 

A segunda ligação veio de uma das mulheres envolvidas na colisão. Antes, ela parecera muito irritada com a situação, já agora, de forma muito amorosa, me ligou para ver se eu estava bem. Essa era a sua verdadeira natureza espiritual. Esse terno cuidado era evidência de sua verdadeira expressão do Amor divino, a Mente.

A Sra. Eddy escreve assim sobre a Ciência Cristã: “O efeito dessa Ciência consiste em sacudir a mente humana, levando-a a uma mudança de base, sobre a qual possa ceder à harmonia da Mente divina” (Ciência e Saúde, p. 162). Isso me fez perceber que a cura estava acontecendo.

Pouco tempo depois, o colega com quem eu estava tendo tantos problemas me convidou para almoçar, como amigos. Também perdoei as outras pessoas com as quais tivera desentendimentos, e elas pediram desculpas. Cada detalhe foi resolvido. Meu noivo e eu conseguimos o carro certo para substituir o que tinha sido destruído. Todo o estresse, o ressentimento e a dor no corpo desapareceram diante do poder do Amor. Tive toda a certeza de que essas situações difíceis nunca fizeram parte da realidade.

Nossas bodas foram melhores do que o esperado, e as interações entre os convidados foram pacíficas e amorosas. Foi um dia muito alegre! Essa compreensão da harmonia era a de que eu precisava para ajudar outros com a oração. Sou muito grata pela prova constante de que todos os filhos de Deus, Suas ideias, cooperam em harmonia.

Elaina Simpson
Washington, D.C., EUA

TENHA ACESSO A MAIS ARTIGOS TÃO BONS COMO ESTE!

Bem-vindo ao Arauto-Online, o portal dO Arauto da Ciência Cristã. Esperamos que tenha gostado deste artigo que foi partilhado com você.

Para ter acesso total aos Arautos, ative sua conta usando seu número de assinante do Arauto impresso, ou assine JSH-Online ainda hoje!

More in this issue / novembro de 2019

A Missão dO Arauto da Ciência Cristã 

“...anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos], p. 353

Conheça melhor O Arauto da Ciência Cristã  e sua missão.