Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer

Para jovens

Deus cuidou de nós na montanha

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 30 de agosto de 2021


No montanhismo, há um tipo de pico de montanha para escalar, com uma altitude de pelo menos 4.200 metros. Meu pai e eu queríamos escalar uma dessas montanhas no Colorado, e eu estava realmente animada com a ideia.

Infelizmente, não estávamos completamente acostumados à altitude e, quando chegamos perto do topo, eu estava exausta e não me sentia bem. Tornou-se um desafio prosseguir. 

Meu pai me apoiou bastante, e continuou me encorajando a dar apenas um passo a mais de cada vez. Eu realmente queria fazer todo o percurso, mas me dava conta de que não conseguiria fazê-lo por minhas próprias forças. Então, para ajudar a mudar minha perspectiva, comecei a pensar em um hino do Hinário da Ciência Cristã, que começa assim: 

Com o Amor seguindo vou,
Que santo dia é hoje, sim!
Não sinto mais cruel temor,
Pois Deus está bem junto a mim.
Em meu viver feliz eu sou;
Com o Amor, eu hoje estou.
(Minny M. H. Ayers, nº 139, trad. e adapt. © CSBD)

A ideia de andar seguindo “com o Amor” realmente ressoou em mim. Eu estava pensando em Deus, o Amor — pensando em como o Amor me protege, e como estou segura aos cuidados do Amor. Eu sabia que onde quer que eu estivesse, inclusive escalando aquela montanha, o Amor estava comigo e me dava apoio.

Também pensei nesta ideia, da qual gosto muito, em Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, livro escrito por Mary Baker Eddy: “Para os que se apoiam no infinito sustentador, o dia de hoje está repleto de bênçãos” (p. vii). Eu sabia que, como me apoiava em Deus, eu seria abençoada.

O outro problema era que estávamos ficando sem alimentos para comer como lanchinhos, e sem  água. Mas não senti medo. Continuei confiando em Deus, declarando para mim mesma que Ele supriria as nossas necessidades. E foi exatamente o que Ele fez! 

Havia muitos bons samaritanos escalando a montanha conosco! Quando passávamos por outros montanhistas, meu pai perguntava se alguém tinha água ou comida de sobra. E mesmo com recursos limitados, muitos ainda assim encontravam suprimentos para compartilhar conosco. Eles nos deram barras de cereais e água — e uma variedade de coisas para nos ajudar no resto de nossa jornada. 

Houve até um montanhista que vinha voltando do topo, e que me perguntou: “Você é a garota de cabelos encaracolados de que as pessoas lá atrás estavam falando?” (Havíamos passado por um grupo que estava tão sem suprimentos, que ninguém pôde compartilhar nada conosco.) Então ele acrescentou: “Eles encontraram esta barra de cereais, e me disseram que era para dar a você”. 

Isso significou muito para mim, porque fez com que eu me lembrasse deste outro verso do Hino 139: “De coração, a todos dá”. Aqueles montanhistas definitivamente fizeram isso por mim! 

Foi uma experiência incrível e, com cada coisa que as pessoas nos ofereciam, pude sentir a proteção e o amor que recebíamos de Deus. Eu sabia que todo esse bem vinha de Deus porque Deus é todo o bem que existe. E visto que Deus criou tudo e todos, qualquer bem que expressamos tem de ter origem em Deus. 

Conseguimos alcançar o topo da montanha e fizemos todo o caminho de volta até a base, onde meu tio e meu irmão estavam nos esperando. Fui para casa e dormi durante muito tempo, e quando acordei no dia seguinte eu estava bem, sem ficar toda dolorida. Senti-me muito grata por tudo de bom que havia acontecido — toda a caminhada havia sido uma grande demonstração de que Deus estava cuidando de mim e me protegendo. E embora a escalada tenha sido difícil, eu não podia pensar na experiência como um dia ruim. Eu só podia me lembrar daquele dia como uma ótima maneira de aprender mais sobre o amor de Deus para comigo. 

Eu já disse ao meu pai que quero escalar mais montanhas de porte alto, especialmente agora que compreendo como me preparar um pouco melhor. E da próxima vez, quero ter a certeza de que também serei uma boa samaritana — ajudando aos outros em sua jornada, e demostrando para eles o amor de Deus, assim como todos aqueles montanhistas fizeram por meu pai e por mim. 

A Missão dO Arauto da Ciência Cristã 

“...para anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos], p. 353

Conheça melhor O Arauto da Ciência Cristã  e sua missão.