Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Para jovens

Plena segurança em uma região perigosa

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 4 de outubro de 2021


Durante toda a minha vida, morei em Lima, no Peru e realmente gosto muito dessa cidade, que tem lindos parques, praças, praias e outros lugares divertidos. No entanto, tal como muitas cidades no mundo, Lima também tem locais que podem ser bem perigosos. Durante a maior parte do ensino médio, eu nunca havia tido ocasião de ir a algumas dessas áreas da cidade. Mas isso estava prestes a mudar.

Um dia, o professor de história nos deu um projeto para ser feito em equipe. Três dos meus amigos e eu decidimos trabalhar juntos e um deles disse que podíamos ir à sua casa para elaborarmos esse trabalho depois da escola. Estávamos muito animados por ir pela primeira vez à casa desse colega. Entretanto, não ocorreu a nenhum de nós perguntar onde ele morava.

Depois da escola, nós três pegamos um ônibus para ir à casa dele. Quando chegamos, percebi que estávamos em um bairro em que eu nunca havia estado, o qual era considerado perigoso devido a altos níveis de criminalidade. Mas não permiti que esses pensamentos desviassem minha atenção daquilo que era importante, ou seja, terminar nosso projeto.

Acabamos em cerca de duas horas, e a essa altura já era muito tarde. Então perguntei ao meu amigo onde ficava o ponto de ônibus para eu voltar para casa, e ele me disse que ficava a quatro quarteirões dali.

Meus outros amigos voltaram por caminho diferente, por isso saí sozinho para caminhar por aqueles quatro quarteirões. A rua não era muito bonita, e várias das construções não estavam em bom estado de conservação. Eu poderia ter sentido certo desconforto, afinal, sabia qual era a reputação do bairro. No entanto, nesse momento eu me lembrei desta passagem da Bíblia, que me ajudou a superar diversos desafios ao longo da vida: “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom…” (Gênesis 1:31).

Parei por um minuto e orei com essa passagem. Pensei no fato de que todos nós somos a criação de Deus, portanto, não podemos prejudicar-nos uns aos outros, pois Deus nos criou para ser bons e fazer o bem, não o mal. Também me lembrei de algo que aprendera na Escola Dominical da Ciência Cristã, ou seja, de que Deus está sempre cuidando de nós. Deus é o Amor, e jamais podemos estar separados do Amor. Por isso, estamos sempre protegidos. Todos esses inspiradores pensamentos me fizeram sentir seguro, e então comecei a andar em direção ao ponto do ônibus. Lá cheguei muito calmo, peguei o primeiro ônibus que veio e voltei para casa a salvo e feliz.

Essa experiência ensinou-me que não importa onde nos encontremos, o Amor divino é para nós uma proteção constante, e podemos ver a criação do Amor, que é “muito boa”, em toda parte. Compreender esse fato espiritual erradica o medo, nos faz sentir confiantes e nos mantém seguros.

More web articles

A Missão dO Arauto

“...para anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

— Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany p. 353 [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos]

Conheça melhor O Arauto e sua missão.