Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

O que a igreja é capaz de fazer

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 23 de maio de 2022


Eu amo a igreja. Não, não tenho nenhuma vergonha de admiti-lo, porque já vi o que a igreja pode fazer, e o que já fez por mim. 

Sou membro de uma filial da Igreja de Cristo, Cientista, há algum tempo, e comecei a notar um padrão: sempre que eu não gosto muito de algum membro, surge uma oportunidade de curar essa percepção errônea. Ficamos no mesmo comitê, damos aulas na Escola Dominical juntos, ou acabo sentada ao seu lado durante um culto. E, quando oro para amar essa pessoa da forma que ela merece ser amada, o Cristo, o poder da Verdade que revela o que cada um de nós é como filho de Deus, me toca o coração. Minha perspectiva muda. Sou abençoada por poder ver essa pessoa de uma maneira nova e reformulada. Onde antes havia apenas irritação, o amor irresistível de certa forma… assume o controle.

Foi assim com uma companheira, professora da Escola Dominical. Ela me tirava do sério. Eu me mantinha gentil, totalmente de bons modos. Basicamente, minha forma de lidar com a situação era evitá-la, mas isso na verdade não estava dando certo. Eu podia enfrentar o problema por meio da oração, não podia? Mas francamente, não foi o que eu fiz. Por que deveria eu orar? Nós éramos muito diferentes para sermos amigas.

Até que um dia eu estava preparando uma aula da Escola Dominical para meus alunos do segundo ano, sobre os sete sinônimos de Deus, que Mary Baker Eddy explica em Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras. Ao ver a palavra “Amor”, me contorci toda por dentro. Eu ia mesmo falar a eles sobre Deus como o Amor sempre presente e todo-poderoso, o Amor que nos une a todos, quando eu não conseguia nem sequer amar minha colega, professora da Escola Dominical?

Tive muita humildade nesse momento. Pedi a Deus que, por favor, me mostrasse como amar aquela companheira, da forma como Ele a amava, mesmo que fosse só um pouco. E algo aconteceu. Eu vi os efeitos práticos e profundos de pertencer à igreja. Em Ciência e Saúde, uma parte da definição que a Sra. Eddy dá sobre Igreja é: “aquela instituição que dá provas de sua utilidade e eleva o gênero humano, despertando a compreensão que está adormecida nas crenças materiais, levando-a ao reconhecimento das ideias espirituais…” (p. 583).

 Minha compreensão despertou, sem dúvida! Vislumbrei algo que eu nunca havia percebido sobre essa companheira. Algo além de apenas enxergar suas boas qualidades, ou gostar mais dela. Senti como se eu tivesse visto parte do seu verdadeiro existir como filha amada de Deus. E lá se foi a personalidade irritante que me empurrara na direção errada. Foi como se ela se tornasse uma pessoa nova, aos meus olhos.

 O poder do Cristo, que a igreja nos ajuda a vivenciar, me transformou, naquele momento; não a ela, transformou a mim. Percebi que minha colega sempre havia sido essa pessoa; era eu que estava cega demais para ver. Agora, não mais. Depois disso, foi fácil amá-la verdadeiramente. Sabe o que é mais incrível? Nós nos tornamos amigas. Agora, ao olhar para ela, eu até me sinto confusa. Honestamente, não tenho a menor ideia do que eu via de tão errado nela.

Sem dúvida, a experiência na igreja pode nos ajudar a alcançar o que há de melhor em nossos companheiros, ou nos unir àqueles de quem não gostávamos muito. Mas o efeito realmente poderoso de fazer parte de uma igreja é que ela nos aproxima, para que sejamos testemunhas de Deus. Esse testemunho destrói o materialismo — o senso de pessoalidade, de limitação, de dureza de coração — que nos afastaria da cura. Essa cura pode começar em nós e se expandir aos outros membros. Mas fazer parte da igreja nos leva mais além — nos eleva e abre nossos horizontes, para que possamos abençoar o bairro em que moramos, nossa comunidade e o mundo.

More web articles

A Missão dO Arauto da Ciência Cristã 

“...anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos], p. 353

Conheça melhor O Arauto da Ciência Cristã  e sua missão.