Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Para crianças

Vamos embarcar em uma aventura

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 22 de fevereiro de 2021


Charlie estava muito zangado. Todo mundo tinha de ficar em casa. Ele tinha de ficar quieto e deixar seus pais em paz, durante o dia, quando eles estavam trabalhando. Charlie adorava jogar videogame no computador, porém não gostava do fato de não poder fazer nada mais. Muitos lugares estavam fechados por causa da pandemia. Ele não podia ir à escola, nem brincar com seus amigos.

Quando a Vovó vinha ficar com ele, era o único momento em que ele ficava contente. Ela sabia que ele estava muito chateado e tentou lhe falar sobre Deus e o cuidado de Deus para com todos, incluindo Charlie. No entanto, Charlie só conseguia pensar que não havia mais nada de divertido para fazer.

Um dia, a Vovó perguntou se ele queria embarcar em uma aventura. Charlie achou que seria ótimo. Ele queria fazer algo divertido. Então, a Vovó começou a conversar com ele sobre o que ela chamou de uma “aventura divina”. Ela disse que ele podia embarcar imediatamente.

“Como?” Charlie perguntou.

“Feche os olhos”, disse ela. “Imagine que você está em uma cápsula espacial.”

Ela lhe disse que as cápsulas espaciais sempre recebem instruções da nave-mãe. Por se tratar de uma aventura divina, a “nave-mãe” era Deus. Ele está sempre nos enviando bons pensamentos, e Charlie os receberia. Charlie tinha aprendido sobre isso na Escola Dominical da Ciência Cristã. Ele estava reconhecendo esses pensamentos, porque o faziam sentir-se bem, em vez de mal; feliz, em vez de furioso. Os pensamentos de Deus também são altruístas. Eles nos inspiram a pensar nos outros e a expressar a bondade de Deus com todos, em todos os lugares.

A Vovó disse a Charlie que ele teria tudo quanto necessitasse em sua cápsula espacial. Deus, sendo a nave-mãe, o estava suprindo com amor, constantemente Se comunicando com ele e cuidando dele. A tarefa de Charlie era expressar a Deus e irradiar amor onde quer que fosse enviado. Isso lhe soou divertido — voar pelo universo em sua própria cápsula espacial, totalmente seguro.

A Vovó lhe disse que, enquanto ele passasse o dia voando, poderia ouvir as instruções da nave-mãe. E assim ele captaria as informações sobre suas missões. A Vovó também lhe disse que seriam missões importantes, que só ele poderia cumprir. 

A missão que ele cumpria era necessária, o Amor também.

Assim, todas as manhãs, Charlie acordava e “passava um rádio” para a nave-mãe, orava e ouvia a Deus, para obter as informações sobre suas tarefas do dia. Ele perguntava a Deus onde é que o amor era necessário.

Charlie recebeu muitas missões importantes. Ele levou o cachorro para passear. Ele escreveu para outras pessoas que também estavam confinadas em casa. E quando estava cumprindo suas missões, ele não se sentia mais zangado. A aventura divina o levou a novos lugares em seus pensamentos, onde ele nunca havia estado antes. Realmente divertido!

More web articles

A Missão dO Arauto

“...para anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

— Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany p. 353 [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos]

Conheça melhor O Arauto e sua missão.