Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Seguir em frente com a graça de Deus

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 20 de janeiro de 2022


Há alguns anos, duas amigas e eu estávamos fazendo uma caminhada nas Dolomitas, na Itália. Por estarem elas a apenas alguns passos acima de mim na trilha, começaram a andar mais depressa, e acabei ficando para trás. Desnecessariamente, meus pensamentos começaram a girar em torno da pergunta: “Por que eu?” De repente, tropecei, torci o tornozelo e caí.

Quando minhas amigas e eu nos reencontramos e voltamos ao hotel, reconheci que eu precisava mudar minha maneira de pensar, que estava focada em mim. Quando as coisas não estão dando certo, não podemos virar as costas para Deus, o bem. Eu já havia vivenciado anteriormente a graça sempre presente de Deus e sabia que ela é suficiente para nos ajudar em toda e qualquer situação.

A Bíblia menciona a palavra graça mais de 150 vezes. Várias cartas que o apóstolo Paulo escreveu começam com esta saudação: “graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”. Paulo também exorta os seguidores a não rejeitar o dom da graça de Deus.

A própria vida de Paulo aponta para o poder da graça de Deus. Certo dia, enquanto caminhava em direção a Damasco, apesar de sua crueldade anterior para com os seguidores de Cristo Jesus, Paulo constatou que foi a graça de Deus que o salvou, ali mesmo na estrada em que estava. Esse foi o começo de um novo senso de propósito mais elevado para servir a Deus, o Amor divino, e pregar a mensagem do Cristo.

A Descobridora da Ciência Cristã, Mary Baker Eddy, descreveu a receptividade à graça como algo essencial: “O que mais necessitamos é orar com o desejo fervoroso de crescer em graça, oração que se expressa em paciência, mansidão, amor e boas obras” (Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, p. 4). O desejo de expressar essas qualidades fortalece o crescimento espiritual, mas como podemos praticar a graça em meio a situações de dificuldade?

Uma maneira é enxergar o problema como uma oportunidade de afirmar e dar provas de que não existe outro poder legítimo além de Deus, o bem. Quando prestamos atenção à mensagem do Cristo quanto à presença amorosa de Deus, que Deus está constantemente enviando a nós, Seus amados filhos e filhas, obtemos a inspiração de que precisamos para resolver nossas dificuldades ou ajudar os outros. Aceitar o Cristo, a Verdade divina, é crescer em graça. E na proporção em que cedemos a todo o bem, repleto da graça de Deus, compreendemos como a cura se realiza. Ciência e Saúde explica: “A graça e a Verdade são mais potentes do que todos os outros meios e métodos” (p. 67).

Já de volta ao meu quarto de hotel, voltei-me a Deus e orei durante mais ou menos uma hora. No entanto, a dor no tornozelo não diminuiu e, ao ir mancando ao banheiro, pisei com o outro pé em uma farpa. O pensamento que me veio foi: “Ah não! Outro problema que dói, essa não!”

Mas isso acabou me fazendo cair na gargalhada, não porque a situação fosse engraçada, mas porque percebi que eu não precisava chafurdar em autopiedade e drama. Jesus curou problemas usando autoridade espiritual e ensinou que qualquer um que siga seus ensinamentos e exemplos pode fazer o mesmo. A inspiração de minhas orações anteriores me capacitou para me recompor e consegui retirar a farpa.

Em seguida minhas amigas me trouxeram o jantar e a generosidade delas me fez recordar que cada um de nós tem sua própria maneira de expressar a graça de Deus. Essa compreensão me deu alívio e conforto, e percebi que eu podia facilmente perdoá-las por terem caminhado muito mais à frente na trilha. No final do jantar, a dor no tornozelo e o inchaço haviam diminuído.

Então, me dei conta de que estava apreensiva com o dia seguinte. Tínhamos de viajar muitas horas. O carro que alugáramos era com câmbio manual, e meus dois pés precisariam estar fortes para usar o freio e a embreagem. E se eu não conseguisse fazer a minha parte no rodízio da direção?

Continuei orando a Deus durante toda a noite. Há um hino no Hinário da Ciência Cristã que começa assim:

Quem a graça procurar,
Bênçãos vai em tudo achar.
Quando a vida é oração,
Deus presente sempre está.

(Oliver Holden, nº. 341, trad. © CSBD)

Para mim, o “trono da graça”, citado na letra original do hino, em inglês, é um local de pensamentos elevados, divinamente inspirados. Ao parar para escutar espiritualmente, pela oração, meu pensamento foi elevado do medo para a confiança no cuidado amoroso da Verdade divina e uma convicção de que eu podia seguir em frente com a graça de Deus.

Quando acordei na manhã seguinte, já conseguia caminhar normalmente e dirigi durante todo o dia, com liberdade e alegria. A cura foi completa e, quando chegamos ao nosso destino, agradeci silenciosamente a Deus.

More web articles

A Missão dO Arauto

“...para anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

— Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany p. 353 [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos]

Conheça melhor O Arauto e sua missão.