Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Supridas as necessidades financeiras

Da edição de setembro de 2020 dO Arauto da Ciência Cristã

Publicado anteriormente como um original para a Internet em 2 de julho de 2020.


Às vezes, uma fonte de suprimento que nos é necessária parece simplesmente desaparecer. Podemos perder nossa renda, como também nosso emprego e até mesmo nossa moradia, devido a situações completamente fora do nosso controle. Estamos vivenciando essa situação agora, é o que está acontecendo com muitas pessoas no mundo inteiro.

Já estive nessa circunstância mais de uma vez em minha vida. Cada vez em que me vi em uma dessas situações, recorri a dois livros em busca de orientação, e eles jamais deixaram de me ajudar. Um é a Bíblia, que Mary Baker Eddy, a Descobridora e Fundadora da Ciência Cristã chamou “...o mapa náutico da vida, no qual estão assinaladas as boias e as correntezas curativas da Verdade”. Isso está na página 24 do livro-texto da Ciência Cristã, Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, a outra obra à qual me referi.

Esses dois compêndios falam comigo de modo muito poderoso, pois contêm a Palavra de Deus. Eles nos ajudam a viver de acordo com o que Jesus ensinou: “…Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mateus 4:4).

Talvez não seja comum pensar que as palavras são capazes de nos sustentar. Mas, tendo por base o poder de Deus, a Mente divina, essas palavras podem inspirar, motivar, encorajar e mudar a maneira de ver as coisas. Então, quando o pensamento muda e se expande para ver além dos limites da matéria, há progresso.

Em Ciência e Saúde, a Sra. Eddy define “Deus” como “O grandioso Eu Sou; Aquele que tudo sabe, que tudo vê, que é todo-atuante, todo-sábio, todo-amoroso e eterno; o Princípio; a Mente; a Alma; o Espírito; a Vida; a Verdade; o Amor; toda a substância; inteligência” (p. 587).

Se ligarmos essa extraordinária definição de Deus à grandiosa declaração no primeiro capítulo do Gênesis, na Bíblia, que apresenta o homem feito à imagem e semelhança de Deus, então isso aponta para este expressivo fato espiritual: nossa extraordinária herança como filhos amados de Deus. Cada um de nós! Como tal, portanto, somos inerentemente capazes de discernir que a sabedoria não é propriamente nossa, mas é infinita, divina e está sempre presente.

Quando o pensamento muda e se expande para ver além dos limites da matéria, há progresso.

Há muitos anos, meu marido e eu nos mudamos para o outro lado do mundo, para trabalhar em um país estrangeiro. Foi uma experiência maravilhosa, até que dois anos depois a empresa do meu marido interrompeu suas operações. Não tivemos outra escolha a não ser retornar para nosso país.

Mas não tínhamos nem moradia, nem emprego, mas sim importantes obrigações financeiras a cumprir (nossos dois filhos estavam na faculdade). Será que havíamos cometido um erro, ao desistir de tudo e mudar para o exterior?

Embora a situação parecesse desanimadora, sentimos a convicção de que podíamos confiar em Deus para nos ajudar a encontrar uma saída. Ao invés de ceder à sensação de frustração, autopiedade e medo, recorremos a Deus, a Mente divina, à Sua ilimitada orientação e sabedoria. Como imagem espiritual de Deus, cada um de nós, de maneira inigualável, expressa as notáveis qualidades de Deus.

Essa ideia nos ajudou a sentir gratidão por nossa relação com Deus, nosso Pai-Mãe infinitamente amoroso, e esperar o bem, em vez de problemas insuperáveis. Estávamos prontos para ouvir a orientação de Deus quanto a como usar nossos inerentes talentos divinos para seguir em frente. Um poema da Sra. Eddy, o qual foi musicado e é um dos meus hinos favoritos do Hinário da Ciência Cristã, diz:

Mostra, Pastor, como andar
Sobre a escarpa além,
Teu rebanho pastorear
E cuidá-lo bem…
(Hino 304, trad. © CSBD)

A alegria de saber que Deus estava cuidando de nós libertou nosso pensamento para pensar em possibilidades que jamais havíamos imaginado. Embora nunca tivéssemos trabalhado juntos profissionalmente, meu marido foi inspirado com a ideia de uma linha de trabalho totalmente nova, que incorporava os talentos e a experiência de ambos. Rapidamente conseguimos um empréstimo para começar esse novo empreendimento, que nos parecia quase miraculoso. Continuamos com esse trabalho durante os vinte anos seguintes, cultivando os talentos e qualidades dados por Deus, podendo satisfazer a nossas necessidades financeiras e encontrando a maior alegria que jamais tínhamos conhecido.

A graça de Deus não exclui ninguém. Todos estão incluídos no Amor divino. Cada um de nós pode recorrer à Palavra de Deus para encontrar orientação e suprimento, e confiar no fato de que Ele “…endireitará as [nossas] veredas” (Provérbios 3:6).

More in this issue / setembro de 2020

A Missão dO Arauto da Ciência Cristã 

“...anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos], p. 353

Conheça melhor O Arauto da Ciência Cristã  e sua missão.