Skip to main content
Original para a Internet

Para jovens

Cura de lesão ocorrida em jogo de futebol americano

DO Arauto da Ciência Cristã . Publicado on-line – 9 de julho de 2019


Suor. Adrenalina. O gramado do estádio sob minhas chuteiras. Estávamos na metade do jogo de futebol americano, eu tinha de correr para a linha de trás e bloquear o zagueiro do time adversário, antes que ele pudesse se antecipar à jogada e perseguir a bola. 

“Para baixo!”, gritou nosso capitão. “Avance, vai, vai!”

Eu me inclinei para a frente a fim de arrancar rapidamente, assim que a bola fosse lançada. Corri para a linha de trás e sabia exatamente qual era o jogador que eu precisava bloquear. Mas nisso, fui atingido no joelho por outro jogador e caí de cara no gramado.

Eu sentia muita dor na perna esquerda, mas com a ajuda do meu treinador, consegui me levantar e sair de campo. Meus pensamentos foram imediatamente para aquilo que aprendi na Escola Dominical da Ciência Cristã, e eu sabia que, por meio da oração, eu poderia ser curado rapidamente.

Enquanto estava lá sentado, orando, meu pai, que estava assistindo ao jogo, enviou uma mensagem que realmente me ajudou. Foi uma passagem de Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de Mary Baker Eddy: “A Ciência divina do homem é tecida em uma só peça consistente, sem costura nem rasgão” (p. 242).

Se eu fosse pensar em meu corpo do ponto de vista físico, pareceria que ele é composto de partes que podem sofrer distensão ou rompimento. Mas eu aprendi que cada um de nós é, de fato, espiritual, inteiro e perfeito, porque Deus nos criou assim e nos mantém dessa forma. Aquela passagem de Ciência e Saúde me ajudou a reforçar exatamente esse ponto. Ao pensar em meu corpo de modo espiritual, pude mentalmente ver que era intacto e tecido com um consistente fio de perfeição. Nada em mim poderia ser rompido ou deslocado, porque eu estava protegido pelo amoroso e constante cuidado de Deus.

Pensar assim foi muito reconfortante, e em cerca de quinze minutos quase não sentia mais dor e estava pronto para voltar em campo. Ganhamos o jogo e passamos a nos preparar para a partida da semana seguinte, no torneio distrital.

Eu fiquei muito feliz por termos vencido o jogo, mas a perna ainda não estava normal, e eu sentia um pouco de medo de jogar novamente. Então, contei isso a meus pais e todos nós oramos juntos.

Meu pai vinha orando com uma passagem que o ajudara a curar-se, quando deslocou o quadril, no tempo do ensino médio, e ele a compartilhou comigo: “A Mente é a fonte de todo o movimento, e não existe inércia que lhe retarde ou impeça a ação perpétua e harmoniosa” (Ciência e Saúde, p. 283). Assim como me havia ajudado pensar espiritualmente sobre o meu corpo, foi muito bom pensar no movimento com uma perspectiva totalmente espiritual. Visto que a Mente, Deus, é a única fonte de todo movimento, percebi que nada poderia me impedir de me movimentar livremente. Também nada poderia me impedir de seguir em frente, de progredir e ser curado.

O medo de voltar a jogar, que eu estava sentindo, desapareceu. Durante o treino seguinte, senti total liberdade de movimento e pude me preparar para os jogos seguintes com minha equipe. Não tive mais nenhum problema depois disso, e sou muito grato por essa cura rápida.

More web articles

A Missão dO Arauto

Quando Mary Baker Eddy estabeleceu o Arauto em 1903, ela disse que sua missão era a de "anunciar a atividade e a disponibilidade universal da Verdade" (The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany, p. 353).

O Arauto registra, em suas páginas, a transformação que ocorre na vida de muita gente e mostra que cada um de nós pode chegar à Verdade.

Que alegria pensar que o efeito da Verdade atua na consciência humana, trazendo cura e renovação! Nosso Mestre, Cristo Jesus, nos prometeu algo que de fato está se cumprindo: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32).

Cyril Rakhmanoff, O Arauto da Ciência Cristã, edição de julho de 1998
Conheça melhor O Arauto e sua missão.