Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Para crianças

Os anjos de Deus, no Natal e em todos os dias

Da edição de dezembro de 2018 dO Arauto da Ciência Cristã

Publicado anteriormente como um original para a Internet em 22 de outubro de 2018.


Anjos! No Natal eles estão por toda parte. Nos cartões que enviamos, nas vitrines das lojas e até nas canções de Natal. Alguns deles têm auréolas, harpas e asas. Eles sempre usam vestes brancas e têm uma aparência feliz. 

O Natal não é a única época em que pensamos em anjos. Eu aprendi sobre eles na Escola Dominical da Ciência Cristã. Foi aí que me dei conta de que os anjos, na realidade, não têm harpas e asas. Os anjos são, na verdade, mensagens espirituais puras que vêm de Deus para Seus filhos sob a forma de bons pensamentos. Eles nos mantêm em segurança e nos orientam a tomar as decisões corretas. E muitas vezes nos trazem cura e alegria.

O hino número 9 do Hinário da Ciência Cristã nos assegura que:

“Deus sabe quais os anjos Seus
Nos podem confortar,
E logo os vai mandar”
(Violet Hay, Hinário da Ciência Cristã, trad. © CSBD) 

Nós não vemos esses anjos com os olhos, mas os sentimos em nossos pensamentos e em nosso coração.

Uma vez, justo antes do Natal, eu estava muito triste e peguei um resfriado. Então eu resolvi orar, ou seja, escutar silenciosamente os anjos de Deus, Suas ideias sanadoras. 

A primeira mensagem angelical me fez pensar que eu tinha de eliminar o medo no meu pensamento. O medo tenta bloquear os bons pensamentos que Deus sempre nos envia. Eu sabia que Deus é bom e está sempre no controle de tudo e de todos. Por isso, eu podia confiar nEle completamente. Saber que podemos confiar em Deus, de todo o coração, elimina o medo. Desse modo, ficamos abertos às ideias corretas que fluem naturalmente de Deus para cada um de nós.  

Como estávamos bem perto do Natal, também era natural pensar em Cristo Jesus. Jesus sabia que os filhos de Deus, ou seja, cada um de nós, é puramente espiritual: sempre saudável, forte e feliz. E assim como Jesus, que não se sentia frustrado nem assustado com a doença, eu sabia que também não precisava me sentir assim. Jesus se aferrava à verdade de que Deus criou Seus filhos de modo perfeito. E sabia quanto Ele os ama. Por isso, nós também podemos fazer o mesmo.

Todos esses pensamentos do bem eram mensagens angelicais vindas de Deus. Eles elevaram meu pensamento, me libertaram do medo, e me deram uma confiança mais profunda no bem, que é Deus. Foram esses anjos que me asseguraram que eu não estava sozinha, que Deus estava ali comigo.

Então, uma mensagem angelical me falou claramente nas palavras deste versículo bíblico: “Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai- vos!” (Filipenses 4:4).

Depois disso, a tristeza que eu sentia se dissipou. Eu me senti súper alegre e feliz! A suave presença de Deus me aqueceu e me confortou. Então todos os sintomas do resfriado desapareceram e eu fiquei curada. 

Neste Natal, e em todos os outros dias, podemos nos alegrar, sabendo que Deus e Suas mensagens angelicais estão sempre conosco. À medida que as ouvimos e lhes obedecemos, elas nos trazem incontáveis presentes: cura, conforto e alegria.

More in this issue / dezembro de 2018

A Missão dO Arauto

Quando Mary Baker Eddy estabeleceu O Arauto em 1903, ela disse que sua missão era a de "anunciar a atividade e a disponibilidade universal da Verdade" (The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany, p. 353).

O Arauto registra, em suas páginas, a transformação que ocorre na vida de muita gente e mostra que cada um de nós pode chegar à Verdade.

Que alegria pensar que o efeito da Verdade atua na consciência humana, trazendo cura e renovação! Nosso Mestre, Cristo Jesus, nos prometeu algo que de fato está se cumprindo: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32).

Cyril Rakhmanoff, O Arauto da Ciência Cristã, edição de julho de 1998
Conheça melhor O Arauto e sua missão.