Skip to main content Skip to search Skip to header Skip to footer
Original para a Internet

Da perda total à alegria indescritível

DO Arauto da Ciência Cristã. Publicado on-line – 8 de agosto de 2022


Em uma atmosfera em que o medo parece ser o próprio ar que respiramos, devido à instabilidade, divisão e agressão em nível global, será que não há nada que possamos fazer? Eu constatei que me volver sem reservas a Deus, em oração, me capacita a enfrentar e vencer o medo. Quando aprendemos que Deus, o Amor divino, está presente em toda parte e é todo-poderoso, compreendemos que o medo não pode ter nenhuma presença, atividade ou poder em nossa vida. Aliás, toda vez que nos dispomos a viver sem medo, contribuímos para diminuir o medo em toda parte.

Há muitos anos, na Espanha, parecia que eu havia perdido tudo. Enquanto estava viajando, em visita à minha família, recebi um telefonema da polícia da cidade onde eu morava, avisando que minha casa havia sido assaltada e vandalizada. Surpreendente é que eles tinham a foto do criminoso e da placa de seu carro, tirada quando ele saía da minha propriedade; disseram que eu deveria voltar para casa imediatamente.

Muitas horas depois, quando cheguei à cidade, a polícia estava do lado de fora da minha casa. Disseram que nunca tinham visto tanto vandalismo e uma destruição tão violenta como aquela. Eles comentaram que a ação do criminoso parecia movida pelo ódio. Janelas e portas haviam sido arrancadas. Tudo o que tornava a casa habitável estava quebrado. Todos os móveis haviam sido levados, e tanto o interior como o exterior da casa estavam desfigurados.

Quando a polícia foi embora, um medo e um ressentimento muito intensos se abateram sobre mim. Senti como se eu tivesse sido invadido e completamente despojado de dignidade. Naquele momento, não consegui entrar na casa. Resolvi ir comprar comida e algum material para cobrir as janelas e portas que haviam sido arrancadas.

Meu estudo e prática dos ensinamentos da Ciência Cristã, que são fundamentados na Bíblia, me haviam mostrado que o poder de Deus cura e harmoniza todo tipo de dificuldades. Eu sabia que precisava orar para sentir a paternidade e maternidade do Amor divino me envolvendo, como eu havia sentido em tantas ocasiões, nas duas décadas anteriores. Essa era a única maneira de remover a semente do medo que ameaçava criar raízes em meu pensamento. Eu precisava de quietude para ouvir a orientação de Deus. 

Enquanto orava, estas palavras do livro de Isaías, na Bíblia, me vieram ao pensamento: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel” (41:10). Ficou claro para mim que, mesmo que o lar ou a pátria estejam em meio a um conflito, ninguém está fora do alcance do conforto e da ajuda proporcionados pelas poderosas promessas contidas nesse versículo. 

As palavras que Cristo Jesus proferiu no Sermão do Monte também me vieram à mente com clareza: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam…” (Mateus 6:19, 20). 

Com essa armadura de reconfortantes ideias espirituais, fiquei mais calmo. Consegui entrar na casa, munido de uma nova força proveniente do Espírito, Deus, para enfrentar a situação. Nos dois dias seguintes, permaneci na casa, orando dia e noite. Meus pensamentos ficaram tão absorvidos na presença de Deus que a desolação e o medo não conseguiram me impressionar. Senti que não poderia sair de casa até ter a convicção de que nada jamais havia tocado meu verdadeiro lar, localizado eternamente no Amor.

Durante aqueles dois dias, a oração me transformou. Em vez de me sentir completamente arrasado, passei a sentir uma alegria indescritível. Quando compreendi que as ideias corretas de Deus sustentam minha verdadeira identidade espiritual, vi que nada havia realmente mudado. Minha identidade espiritual como reflexo de Deus era meu lar permanente — indestrutível, intacto e inviolável. Isso não só me trouxe profunda paz, mas também me permitiu sentir profunda compaixão e ternura por toda a humanidade. 

No terceiro dia, senti-me preparado para voltar à polícia, como eles haviam pedido — só que dessa vez, sem raiva, sem nenhum senso de derrota. Eles disseram que aqueles ladrões eram considerados extremamente perigosos. Como eu era um ex-policial, tive permissão para participar da investigação, desde que mantivesse contato com o encarregado do caso, com o que concordei.

A polícia me mostrou a foto do homem visto saindo da minha propriedade. Ele era suspeito de ser o líder da quadrilha. Orei pedindo orientação e, por meio de uma breve pesquisa, consegui descobrir onde o homem morava. Fui até lá e o encontrei dentro de seu carro. Eu sabia que a lei do Amor estava pondo a descoberto tudo o que estava errado. Fui direto ao carro dele e me identifiquei, sentindo a presença do Amor divino, sabendo claramente que esse homem também não podia estar separado do Amor. Esse Amor espiritual que tudo abrange não deixava nenhum espaço para o medo.

Eu lhe disse que era o dono de uma casa que ele havia roubado recentemente. Falei com ele por alguns minutos e senti muita compaixão e ternura. Ele começou a chorar e disse que sabia que o que havia feito era errado. Falei gentilmente com ele e disse-lhe que não havia outra maneira de se ter uma vida útil e bem-sucedida a não ser corrigindo suas ações erradas.

 Essa foi minha maneira de viver a Oração do Senhor que Cristo Jesus ensinou aos discípulos. Essa oração diz, em parte: “…perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mateus 6:12). Senti o poder e o valor prático dessa oração de cura, pois eu sabia que ela era uma lei amorosa e corretiva de Deus e que, portanto, é natural para nós obedecermos a essa lei amorosa, como expressões que somos de Deus. Essa oração sempre traz destemor e restauração. 

Fomos juntos no meu carro para a delegacia, onde o homem foi detido. Mais tarde foi julgado e enviado para a cadeia. Muito embora eu não saiba o que acabou acontecendo com esse homem, sei que ele deve ter sido tocado pelo Cristo — a mensagem do Amor divino que fala à consciência humana — como eu também fora tocado. O chefe da investigação me ligou, alguns meses depois, para me dizer que tinha havido uma diminuição notável nos roubos na região, que incluía minha cidade e muitas outras. Ele disse que estava muito grato por minha coragem e pelo que fui capaz de fazer. Os danos acabaram sendo reparados e novos móveis adquiridos, para que eu pudesse morar na casa novamente. 

Essa experiência me mostrou que cada um de nós é ternamente governado pela lei espiritual. Sob essa lei, não há nenhuma fonte ou influência maligna — nada que possa desviar erroneamente o real propósito de qualquer pessoa: o de abençoar. Nenhuma má intenção existe aqui porque a presença do bem infinito de Deus destrói todas as formas de mal.

Mary Baker Eddy, a Descobridora da Ciência Cristã, escreveu em seu livro mais importante, Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras: “Um só Deus infinito, o bem, unifica homens e nações; estabelece a fraternidade dos homens; põe fim às guerras; cumpre o preceito das Escrituras: ‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’; aniquila a idolatria pagã e a cristã — tudo o que está errado nos códigos sociais, civis, criminais, políticos e religiosos; estabelece a igualdade dos sexos; anula a maldição sobre o homem, e não deixa nada que possa pecar, sofrer, ser punido ou destruído” (p. 340).

O medo não é inevitável, e o mal não é o estado natural do homem. Isso se tornará mais evidente em nossa experiência individual e coletiva, à medida que permitirmos que o amor de Deus abençoe e guie todos os aspectos da nossa vida.

More web articles

A Missão dO Arauto da Ciência Cristã 

“...anunciar a atividade e disponibilidade universal da Verdade...”

Mary Baker Eddy, The First Church of Christ, Scientist, and Miscellany [A Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e Outros Textos], p. 353

Conheça melhor O Arauto da Ciência Cristã  e sua missão.